Ser reconhecido como bom pagador pode render condições diferenciadas de crédito

O que é o Cadastro Positivo?

Cadastro Positivo é um banco de dados criado a partir do histórico de pagamentos e operações de crédito realizados. Ele funciona como uma fonte de referência para a concessão de crédito no mercado e, até então, nivelava todos pela mesma lógica de avaliação.

Como funciona?

O Cadastro Positivo reúne informações sobre como têm sido pagos os compromissos relacionados à contratação de crédito (empréstimos, financiamentos, crediários, entre outros). Na nova dinâmica do sistema, o cadastro também passa a considerar o comportamento e pontualidade dos pagamentos como histórico, além das quantidades e valores das parcelas.

Dessa forma, o consumidor é pontuado numa escala que considera sua capacidade de pagamento, permitindo que ele tenha uma análise mais justa na hora de pedir crédito no mercado.

Quais são os benefícios do Cadastro Positivo?

  • Ser reconhecido como um bom pagador;
  • Ter uma avaliação mais justa na hora de solicitar crédito (histórico individual);
  • Obter taxas de juros mais atrativas e negociar melhores condições de pagamento;
  • Ser visto pelo que você paga e não apenas pelo que deve aos olhos de credores.

O Cadastro Positivo é obrigatório?

Ao contrário do sistema anterior que precisava de permissão, no atual Cadastro Positivo, todo consumidor, automaticamente será incluído ao realizar uma operação ligada a natureza de crédito. Entretanto, você pode cancelar e reabrir o seu Cadastro Positivo sempre que quiser.

Para sair do sistema, basta fazer a solicitação às empresas gestoras registradas pelo Banco Central (BC). A exclusão das informações do solicitante deve ser feita em até dois dias úteis em todos os sistemas registrados no BC.

Minhas informações estão seguras no Cadastro Positivo?

Assim como as empresas, você também consegue visualizar suas informações e sua pontuação de crédito (score), o que permite acompanhar e solicitar alguma correção, caso seja necessário. Essa consulta é gratuita.

O comércio, os bancos, as financeiras e as prestadores de serviços também poderão ter acesso a essas informações para validar condições específicas de crédito. Vale lembrar que os dados pessoais só podem ser utilizados com a finalidade de avaliar a concessão de crédito ou de transações comerciais e empresariais.

Para mais informações e dúvidas, acesse aqui.

Fontes: Agência Brasil e Serasa.

 

Leia mais:

Sobre o autor

Deixe um comentário