Estudante: tudo o que você precisa saber para alugar um imóvel pela primeira vez

Dicas para quem vai alugar um imóvel pela primeira vez

Você já ouviu falar em alunos migrantes? Depois da temporada de exames de instituições públicas e privadas e da lista final dos resultados, chega a hora dos estudantes migrarem para outras cidades e estados para começarem uma vida acadêmica.

Os chamados “alunos migrantes” têm o desafio de, em um curto espaço de tempo, encontrar uma nova moradia e se adaptarem a uma nova realidade, muitas vezes, a primeira experiência de morar sozinho ou longe dos pais. Normalmente, esse movimento é feito no início de cada semestre, logo depois do período de férias. Se esse é o seu caso, cola nas nossas dicas e fuja das principais armadilhas na locação de imóveis. 😉

aluguel_estudantes_universitarios

Foco na pesquisa

Critérios como localização e mobilidade são essenciais para a escolha do imóvel, afinal, morar perto da universidade ou ter fácil acesso à mesma é um diferencial e tanto quanto o assunto é custo x benefício.

Nada mais prático do que usar a internet para a pesquisa. Se você não quiser se estressar se deparando muitas vezes com o mesmo imóvel em buscas diferentes, acesse netimoveis.com e confira mais de 100.000 oportunidades únicas e qualificadas em todo país.

Planejamento financeiro

Calcule bem seu gasto total antes de fechar a proposta. Lembre-se que além do valor do aluguel do imóvel escolhido, você poderá acumular outras despesas extras como IPTU e taxa de condomínio (para apartamentos). Especialistas indicam que essa despesa total não deve ultrapassar 30% do seu rendimento.

IPTU, condomínio e taxas extras

Já que antecipamos esse assunto no item acima, saiba que quem paga o IPTU é o dono do imóvel, entretanto, como é uma cobrança negociável, pode vir expressa no contrato de locação, por isso, verifique com antecedência.

Já a taxa de condomínio é obrigação de quem vai alugar um imóvel e, além dela, é possível ter um adicional de outras taxas extras, especialmente em prédios e condomínios. Valide todas essas informações antecipadamente e lembre-se se que o inquilino só é obrigado a arcar com as despesas relacionadas à conservação, como pintura e manutenção dos elevadores.

Vistoria detalhada

Se você já está certo da escolha, faça uma vistoria minuciosa. Documente com fotos e arquivos datados e tenha atenção especial para a parte elétrica e hidráulica do imóvel. Se for possível contar com a ajuda de um especialista no assunto, melhor ainda.

#FicaADica

Sempre é bom lembrar que contar com uma imobiliária para orientação e direcionamento nas questões práticas e burocráticas é um grande ponto de apoio.

Se precisar de ajuda, conte com a experiência e qualificação de nossa rede de imobiliárias em todo país.

Leia mais:

Sobre o autor

Deixe um comentário